Genocídio realizado pelo Estado? Não aceitamos mais!